RECESSO

A ACEB informa aos associados que entra em recesso hoje, dia 16/12/16, retornando às atividades no dia 02/01/17.
A todos, desejos de Feliz Natal e próspero Ano Novo!

NOTA DE PESAR - CHAPECOENSE

A Associação de Cronistas Esportivos do Brasil lamenta profundamente o acidente que vitimou a delegação da Chapecoense, quando se deslocava para a Colômbia onde iria decidir a Copa Sulamericana contra o Atlético Nacional de Medellin.

No avião, que levava jogadores, comissão técnica e diretores da Chapecoense (aguardamos informações oficiais com os nomes das vítimas fatais e dos sobreviventes), estavam 22 jornalistas, cronistas esportivos que integravam a delegação para cobertura do jogo.

Entre eles estava a equipe da Fox Sports com o narrador Deva Pascovicci, os comentaristas Paulo Júlio Clement e Mário Sérgio, o repórter Victorino Chermont, o cinegrafista Rodrigo Santana e Júnior Lilacio. Estava também a equipe da TV Globo: o repórter Guilherme Marques, o produtor Guilherme van der Laars e o cinegrafista Ari de Araújo Júnior. Da RBS catarinense estavam Giovane Klein Victória, Bruno Mauri da Silva e Djalma Araújo Neto. E mais os cronistas esportivos André Podiacki, do Diário Catarinense, Laion Espíndola, do Globoesporte.com, Renan Agnolin, da Rádio Oeste Capital, Fernando Schardong e Douglas Dorneles, da Rádio Chapecó, Edson Ebeliny e Gelson Galiotto, da Super Rádio Condá e Jacir Biavatti, da RIC Tv.

O único jornalista sobrevivente do desastre aéreo é Rafael Henzel, da Rádio Oeste Capial.

A ACEB está em luto oficial de três dias. Nada, nem ninguém, conseguirá substituir as perdas que todos sofremos neste lamentável acidente. Profissionais de gabarito, alguns já com larga experiência, outros ainda no início de uma trajetória promissora. Enquanto choramos a perda de pessoas tão queridas, homenageamos o legado que deixam por seu trabalho respeitado e admirado. E rogamos que suas famílias encontrem conforto nas mensagens e preces dos amigos e na misericórdia divina.

ACEB completa 3 anos de fundação

A Associação de Cronistas Esportivos do Brasil - ACEB - completou 3 anos de fundação neste dia 22 de novembro. Fundada em 2013 por oito associações estaduais de cronistas esportivos, a ACEB tem hoje 14 filiadas e representa cerca de 80 por cento dos cronistas esportivos em atividade no País.
Aceesp (SP), Acerj (RJ), Abcd (BA), Acep (PR), Aceg (RS), Acern (RN), Aclea (AM) e Arler (RO) são as associações fundadoras da ACEB. Ao longo do tempo tornaram-se filiadas Amce (MG), Acesc (SC), Aclep (PA), Acea (AL), Apbce (PB), Aceap (AP).
A ACEB tem sido a porta-voz dos cronistas nas lutas pelos direitos dos cronistas, seja nos contatos com a CBF, seja nas questões do relacionamento com os clubes e federações estaduais.
A luta é árdua, pois as entidades detentoras das competições regionais e nacionais muitas vezes colocam empecilhos para a atividade dos jornalistas e radialistas, exigindo muita habilidade e poder de persuasão nas negociações.
Nos próximos dias nova rodada de discussões entre as associações filiadas à ACEB acontecerá em São Paulo.

Senador Álvaro Dias recebe em Brasília diretoria da ACEB

Foto: Thati A. Martins

Na foto da esquerda para direita: Eraldo Leite (Presidente da ACEB), Isaias Bessa (Presidente da ACEP), Senador Álvaro Dias, Erick Castelhero (Presidente da ACEESP) e Carlos Nascimento (Assessor de imprensa)

A Diretoria da ACEB foi recebida em audiência nesta segunda-feira no Senado Federal, em Brasília, pelo Senador Álvaro Dias, para tratar de assuntos relativos às dificuldades de entendimento com a CBF, no quesito credenciamento e atuação da imprensa dos jogos do Brasileirão. Representaram a ACEB o presidente Eraldo Leite, o 2º vice Isaías Bessa (presidente da ACEP-PR) e o presidente da ACEESP Erick Castelhero.
 
A comitiva atualizou o Senador Álvaro Dias acerca das conversações que vem sendo mantidas pela ACEB com a CBF sobre credenciamento de imprensa. Álvaro Dias Dias também entende que o processo deve ser comandado pelas associações de cronistas, com supervisão das federações e da CBF, e não ao contrário, como vem sendo feito.
 
Também foi levantada a questão de "punições" aplicadas a repórteres de campo, sob alegação de infração a normas de conduta, sem direito a defesa. Diz o Senador Álvaro Dias em seu site: “A CBF precisa rever seus procedimentos e respeitar a presença dos profissionais de imprensa. A entidade, agindo dessa forma, desconsidera a importância das associações de cronistas esportivos. A lei válida em todo o Brasil, que é de nossa autoria, determina o respeito a esses profissionais..."

A CBF tem autorizado a atuação de pessoas no campo de jogo, em algumas partidas, que sequer são profissionais do ramo, não possuindo registro profissional e muito menos credenciamento de uma associação de cronistas. "No Paraná está acontecendo uma verdadeira farra de atuação de pessoas sem qualificação nenhuma", diz Isaías Bessa, presidente da Associação de Cronistas do Paraná.
 
Além disso, circulou semana passada uma notícia, do site Terra, dando conta de que a CBF debita no borderô de cada partida de futebol do campeonato Brasileiro o valor de R$ 300,00 a título de credenciamento, prática que as associações de cronistas sempre fizeram gratuitamente.
 
O Senador Álvaro Dias tentou um contato com o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, mas o celular estava desligado e ele não estava na sede da CBF. E prometeu insistir para tentar obter explicações de Del Nero. 

 

Credenciamento e Protocolo de Imprensa no Brasileirão

Para que todos tenham perfeito conhecimento das determinações da CBF sobre procedimento de credenciamento para os jogos das séries A e B do Brasileirão 2016, estamos reproduzindo a publicação do Regulamento Geral das Competições 2016 da CBF, bem como do Protocolo de Imprensa e Acesso ao Gramado. Tais documentos estão nos links abaixo.
 
A Diretoria da ACEB manteve várias reuniões com os Diretores da CBF Walter Feldman (secretário-geral), Manoel Flores (diretor de competições) e Douglas Lunardi (diretor de comunicação), no sentido de regular e ordenar o trabalho de imprensa no campo de jogo.
 
Note-se bem que a CBF se interessa apenas e tão-somente pelo credenciamento do entorno do gramado. Todo e qualquer credenciamento para Tribuna de Imprensa e Cabines de Rádio e Televisão deve ser feito através das associações de cronistas, que mantém relações com os clubes e federações envolvidos em cada partida.
 
Para o credenciamento dos cronistas com acesso ao gramado deve ser enviado e-mail com os dados de cada profissional. Conforme o caso, o credenciamento deve ser enviado para:
Contendo os dados:
Nome Completo:
Credencial de Cronista (associação a que pertence, com nº da matrícula)
Data de nascimento
Empresa/Veículo
Função do profissional
Cidade do veículo
Partida solicitada
CPF
E-Mail
Telefone
Responsável pelo credenciamento
 
As solicitações de credenciamento devem partir de Pessoa Jurídica (veículo) e não de Pessoa Física.
A CBF está desenvolvendo um sistema de credenciamento via web para adotar em breve.

RGC 2016: http://cdn.cbf.com.br/content/201601/20160104090556_0.pdf

PROTOCOLO DE IMPRENSA 2016: http://cdn.cbf.com.br/content/201605/20160523112221_0.pdf